Não nos esqueçamos do Brasil!

E, pra sexta-feira 13, vesti Nuvem, só me liguei em coisas legais, lembrando de ter jantado arroz baiano com trilha fantástica, e hoje o tempo ainda mandou de presente um post do Rogê!!!! Melhor ler o post inteiro dele aqui em baixo ouvindo a música, que se meteoro não chove, é que não era pra chover.

.

Não nos esqueçamos do Brasil!

Essa semana comecei a entrar num mundo tão próximo e tão distante da gente: O Brasil! Eu  achava que entendia, ou que pelo menos conhecia um pouco da música brasileira, mas quanto  mais eu pesquisava, mais entendia que nada sei… Nesse caso, não saber muito também é  legal, as surpresas que garimpo e acho são valiosas. Eu poderia estar aqui falando de tecnologias, redes sociais, twitters ou hashtags da vida, mas  resolvi falar sobre o Brasil antigo, aquele que está ficando perdido na time line, mas  que tem tanto a nos ensinar quanto as novas novidades rs.

Falei novas novidades pq eu estou  descobrindo as velhas novidades… Coisas boas demais para ficarem esquecidas.  Como primeiro disco que escrevo, vou começar com um cara que foi um tapa total. Para  começar o álbum se chama Quem sabe sabe quem não sabe não precisa saber (1974).  Pensei “Putz, esse cara deve ser muito doidão, ou realmente tem alguma coisa pra dizer”.  Bem, na verdade o cara é um doidão, e tem muito o que dizer. Seu nome é Zé Rodrix (José  Rodrigues Trindade), compositor, multiinstrumentista, cantor, publicitário e escritor. Já  compôs letras muita gente foda (Elis, Gal, Bethania), tocou em bandas como Os Secos e  Molhados , ganhou festivais na década de 60 e 70, produziu peças de teatro, programas de  televisão, e por ai vai.

Enfim, além de todo seu talento, o cara é do rock. Este álbum é o segundo em sua carreira  solo, é muito bom! Enquanto havia os movimentos da bossa nova, tropicalismo, samba, jovem  guarda, e muita coisa boa, esse álbum é realmente rock! Uma raridade do rock brasileiro, bem  no estilo Maluco Beleza, cheio de poesias e letras que não envelhecem.

E finalizo esse post com trecho do Zé Rodrix: “Porque o que eu tenho que dizer você vai escutar quer queira, quer não  Quem sabe, sabe, malandro, quem não sabe não precisa saber  Eu vou seguir vivendo a minha vida legal querendo ver se você vai sobreviver”

.

Ouve tudo! Para BAIXAR, clique aqui.

.

(Roger, só tenho 1 coisa pra dizer: #guitarrinhabaiana)

Anúncios

4 Comentários on “Não nos esqueçamos do Brasil!”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Lorena Regattieri, Juliana Dadalto, Juliana Dadalto, Juliana Dadalto, Juliana Dadalto and others. Juliana Dadalto said: No CUT, na sexta13, é só alegria! http://wp.me/prIkR-2yb […]

  2. Lori disse:

    O Roger me apresentou o Zé Rodrix e na hora senti que o esse som era diferente que existia naquela época.To escutando e escutando,vivendo minha vida legal.

  3. Fabi disse:

    Viva o Mestre Jonas!

    Post delícia Roger

    Bjos

  4. Dyna Hoffmann disse:

    Muito bom o post!! Vai ter mais, né?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s